Terça-feira, 29 de Maio de 2007

RECORDAÇÕES

Acordei já não dormi

Pus-me então a recordar

O que a saudade faz lembrar

Do tempo que já vivi

 

Neste mundo que rebola

Que gira sempre, sem findar

Recordei terras de Angola

Onde um dia fui parar

 

Nada aqui é igual

Do que é em Portugal

Tudo é diferente

Os costumes e a gente

 

São diferentes no sorrir

E no jeito de vestir

Na maneira de tratar

E na forma de falar

 

Quando aqui desembarquei

Tinha um desejo muito meu

Ser patrão sempre sonhei!

Vejam só, o que então aconteceu:

 

Como numa sentença lida,

Eu fui logo promovido

Na hierarquia da vida.

Não me senti ofendido

Mas fiquei muito surpreso,

Com tamanha distinção,

Eu que sempre fui um teso

A ser chamado de patrão

 

Mas é já uma tradição

É o trato desta gente

Aqui todo o branco é patrão

Mesmo que seja servente

publicado por Quimbanze às 21:34

link do post | comentar | favorito
|
1 comentário:
De uige88@hotmail.com a 5 de Agosto de 2007 às 06:54
Snr. Nogueira, eu conheci o Snr e todas a pessoas que você relata nos seu artigos. Cheguei ao Quitexe em 1958, ainda garoto. Sou filho do falecido Emidio do Rimaga, e todas as referências que Snr. faz aos fatos e pessoas eu recordo por ter vivido ou por o meu pai comentar. Um abraço para o Senhor e continue relembrado a nossa terra. Raul

Comentar post

.links

.posts recentes

. As Eleições de 1969 e a o...

. A GUERRA - 1961 - QUITEXE

. O TERRORISMO

. EM MEMÓRIA AOS VELHOS DO ...

. RECORDAÇÕES

. Homenagem

.arquivos

. Novembro 2016

. Abril 2009

. Agosto 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

.pesquisar

 

.Novembro 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
27
28
29
30

.mais sobre mim

.Mapa

satelitní mapu Quitexe
blogs SAPO

.subscrever feeds